Os residentes do Serviço de Atendimento Multidisciplinar do Hospital de Urgências de Goiânia Dr. Valdemiro Cruz (Hugo), administrado pelo INTS, deram um até breve à unidade. Eles serão substituídos, depois de dois anos de experiências teóricas e práticas, por novos profissionais.

O Hugo reafirma a cada momento o compromisso com a formação profissional de qualidade com a mais alta complexidade oferecida pelo Serviço Único de Saúde (SUS). “Nós temos história de lançarmos no mercado, profissionais altamente capacitados, com a confirmação de que têm o diferencial de ter no currículo e nas experiências vivenciadas, o mais humanizado hospital de traumatologia”, disse a coordenadora da Comissão de Residência Multiprofissional em Saúde (Coremu), Lucíola Stoppa.

Para a gerente assistencial Janine de Paula, este ciclo que se encerra é de muito aprendizado, e deixou todos os profissionais com a mais alta capacidade de atuação. “São profissionais completas, que hoje podem atuar desde as mais simples, até as situações mais difíceis”. As áreas de atuação dos residentes são Assistência Social, Psicologia, Fonoaudiologia, Enfermagem, Fisioterapia e Nutrição.

Uma das profissionais, a psicóloga Andressa Nazaret conta que o período foi um desafio para tudo o que se aprendeu na teoria da faculdade. “Nós imaginamos tudo totalmente diferente. O tempo é totalmente proveitoso, e passar pelo Hugo me faz uma profissional muito melhor no mercado de trabalho”.

Diretor Administrativo, Wemerson Rodrigues acredita que um dos diferenciais para os próximos certames e editais, será utilizar como critério de desempate a vivência como residente do Hugo. “É alguém que já tem o Hugo no currículo, e sabe como funciona todo o hospital. Acredito ser possível sim. A ideia é boa, e inclusive foi lançada por essa turma que hoje nos dá um até breve”.