“A ação nos move. O isolamento é social, mas não nos afasta de sermos humanos. O vírus é real e não anula a disposição em fazermos algo real de adaptações e ressignificação na saúde em meio a pandemia”, pontua Kátia Braga, gerente de enfermagem da Unidade de Saúde da Família (US) Jardim Ikeda, em Suzano (SP). Junto com uma equipe de agentes comunitários, enfermeiros e auxiliares, dentistas e outros, promoveram uma ação de informação e conscientização sobre a importância de se manter o isolamento social a fim de não propagar o coronavirus. O grupo escreveu cartazes e foi para as ruas mobilizar as pessoas que por ali passavam reforçando a importância de cada um fazer sua parte ficando em casa e seguindo os protocolos de higienização.