Em mais uma atividade para comemorar o “Agosto Dourado”, mês mundial da amamentação, as Equipes de Assistentes Sociais e Psicólogas reuniram-se na maternidade do Hospital Municipal de Bertioga – INTS para abordagem das gestantes internadas e puérperas, com intuito de realizar uma roda de conversa com os temas “Amamentação e seus aspectos psicológicos” e “Mãe suficientemente boa”. As rodas de conversas aconteceram dias 24 e 25 de agosto de 2020 e contou com a participação de 8 puérperas e 2 gestantes, acompanhadas por seus familiares.

De acordo com a psicóloga Viviane Siqueira, “sabemos o quanto a saúde mental pode influenciar as mamães, principalmente as de primeira viagem, desde a gestação até o nascimento do bebe e seus cuidados básicos,e,em especial, a amamentação.” Foi pensando nesses fatores, que foi desenvolvido a palestra sobre a “Amamentação e seus aspectos psicológicos”, no intuito de orientar as puérperas e gestantes hospitalizadas no Hospital Municipal de Bertioga  sobre as alterações emocionais, e como este pode vir a acarretar não somente no desenvolvimento físico, mas também na estrutura psíquica desses bebês.

A palestra também envolveu não somente a amamentação em si, mas também  os cuidados que as mães devem aplicar diante de seus filhos desde o inicio da gestação, passando pelos cuidados pós-parto, e a tudo que se refere sobre as fases de desenvolvimento infantil, entre dicas de filmes e canais no youtube para auxiliar neste processo de carinho entre mãe-bebê.

E, dando andamento no circuito da Roda de Conversa, dia 25 de agosto, a psicóloga Gévane dos Santos Santana abordou com os participantes a “Teoria do autor Winicotte”. De acordo com a psicóloga “a teoria trabalha o vinculo da mãe e o bebê e é abordada claramente em 3 fases da dependência da criança perante a genitora, e,  a função da mãe suficientemente boa, é de grande importância para o desenvolvimento cognitivo e psicológico do bebê até a vida adulta.” Com o apoio das assistentes sociais Ana Luíza Teixeira Silva e Adlaine Helen Santos Bom Sucesso, o comprometimento e a responsabilidade do pai é de suma importância, assim como relembrar o papel das mães até o século passado e, hoje no atual contexto, a importância das mulheres que, antes de serem mães, são seres humanos que necessitam de um tempo para cuidar do seu bem estar físico, espiritual, emocional e mental. Ao final da conversa, as equipes entregaram às gestantes e puérperas o “Certificado de Participação em relação ao Mês Mundial do Aleitamento Materno”.