Era 01 de maio de 2020, quando a Arena Suzano, em São Paulo, iniciava as atividades no combate à Covid-19. O Hospital de Quarentena surgiu com o intuito de não sobrecarregar a rede municipal de saúde do município paulista. Com 80 leitos disponíveis, sendo 70 de observação e 10 avançados com aparelhos de auxílio ventilatório, a unidade de saúde vai encerrar as atividades nesta próxima quinta-feira, 17 de setembro. Ao longo desses mais de três meses de trabalho, a Arena prestou 272 atendimentos à pacientes com coronavírus, atingindo alta médica em 233 casos, com 32 transferências e, infelizmente, sete óbitos.

A estrutura do Hospital de Quarentena reuniu mais de 100 profissionais, entre analista administrativo, assistentes sociais, enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas, enfermeiros, dentre outros. De acordo com a coordenadora e responsável da Arena Suzano, Patrícia Padro, o combate à Covid-19 foi uma experiência imensurável, o que começou do zero, onde paredes e boxes se transformaram em leitos destinados a pacientes com a doença mais temida dos últimos tempos. “A cada dia um desafio superado ao coordenar a equipe para prestar o cuidado com excelência e, hoje, posso dizer que não foi fácil chegar ao fim. Com muito orgulho e gratidão cumprimos a missão que nos foi predestinada”, afirma a enfermeira.

A Arena Suzano disponibilizou dois médicos plantonistas a cada 12h de trabalho, farmácia, serviço social, serviço de imagem, apoio de lavanderia/rouparia, nutrição, fisioterapia e laboratório de análises clínicas, esses todos à disposição 24h por dia. Além disso, a unidade contou com Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), que executou juntamente com as áreas administrativas e técnicas, treinamentos e capacitação de colaboradores, ações de prevenção e controle de infecção relacionada à assistência a saúde, monitoramento do padrão assistencial e qualificação do corpo técnico assistencial.

Visita Multidisciplinar

Ter a presença e integração de diferentes níveis de assistência ao paciente da Arena Suzano. Esse foi o objetivo da Visita Multidisciplinar, atividade que foi realizada diariamente na unidade de saúde e que reuniu equipes de enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, psicólogos e assistentes sociais. A finalidade da ação era ter a discussão técnica sobre a evolução de todos os pacientes internados. Através dessa visita, era gerado o boletim médico, via telefone, meio utilizado para fazer contato com os familiares que recebiam as informações do estado clínico dos pacientes. Entre visitas e boletins, a Arena Suzano contabilizou mais de 2300 procedimentos desde o primeiro dia de atuação.

Outros números

• 181 Pacientes atendidos pelo setor de fisioterapia: 27.775 atendimentos
• Mais de 60 mil materiais e medicamentos utilizados pelo setor de farmácia
• Índice de satisfação superior a 85% em todos os setores da Arena