As ações do Setembro Amarelo realizadas no Hospital Espanhol, renderam bons frutos. Foram intervenções voltadas para os pacientes, seus familiares e para os colaboradores.

Arte na varanda, pinturas, colagens, troca de cartas, videochamadas com musicoterapia, massagem coletiva, alongamento e ‘árvore da comunicação positiva’. Algumas delas deram resultados tão positivos que serão mantidas na rotina hospitalar. Como a “Carta ao paciente”, quando familiares encaminham cartas que são lidas no leito, acompanhadas da musicoterapia e da videochamada com o familiar que a enviou. Estes momentos têm sido marcantes e de muita emoção dos envolvidos.

“As circunstâncias de isolamento do paciente Covid, nos exige uma maior atenção à sua saúde mental. Neste sentido, nossas equipes de enfermagem e psicologia reforçaram o foco das ações de cuidados psicológicos, durante o Setembro Amarelo, mês em que se celebra o tema de ‘valorização da vida’” – enfatiza a Diretora Geral, Dra Thayse Barreto.

Comissão de Cuidados Paliativos

No último dia do mês amarelo que brilhou, no Hospital Espanhol, a Comissão de Cuidados Paliativos distribuiu para os colaboradores, chocolates presos a filipetas com frases de efeito motivacional, no estilo ‘biscoitinho da sorte’. Surpresos e com um sentimento de valorização, os colaboradores reagiam com alegria, ao receberem o mimo da Presidente da Comissão, a enfermeira Sanjaya Gatis. “A Comissão de Cuidados Paliativos integra a abordagem multiprofissional, visando lidar com questões físicas, psicológicas, sociais, familiares e espirituais, lidando de forma direta com os medos, expectativas, necessidades e esperanças do paciente gravemente enfermo ou em fase terminal” – explica Sanjaya.

Num Hospital de Campanha, o trabalho de uma Comissão de Cuidados Paliativos é tenso, intenso e essencial. A psicóloga Carolina Vidal considerou que o Setembro Amarelo mostrou aos heróis da saúde, o quanto está sendo difícil e prazeroso trabalhar como linha de frente, numa pandemia. “A gente conseguiu trazer alegria, distração, ânimo e cumplicidade aos pacientes, familiares e funcionários com as intervenções aplicadas. Somanos e unimos muito, em um mês só” – afirma Carol Vidal.

O Setembro Amarelo deu o seu recado no Hospital Espanhol e se despediu, deixando as boas-vindas para o Outubro Rosa!