Campanha Novembro Azul é marcada pelas ações que visam despertar maior atenção dos homens para os cuidados com a saúde, em especial na busca pelo combate ao câncer de próstata

Em comemoração ao Novembro Azul, mês de conscientização sobre o câncer de próstata, o Hospital de Urgências de Goiânia Dr. Valdemiro Cruz (Hugo) vai promover durante todo o mês corte de cabelo e barba dos pacientes internados na unidade de saúde.

A campanha Novembro Azul é marcada pelas ações que visam despertar maior atenção dos homens para os cuidados com a saúde, em especial na busca pelo combate ao câncer de próstata. Em 2020 já foram registrados mais de 65 mil novos casos da doença e entre os fatores de risco em estudo, além de questões genéticas e involuntárias, encontra-se o autocuidado com alimentação, tabagismo e higiene.

De acordo com a coordenadora multiprofissional do Hugo, Letícia Vieira, a ação foi idealizada em parceria com o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMET) e visa estimular o amor próprio dos pacientes. “Nós vamos ter dois cabeleireiros e um barbeiro uma vez por semana até o fim de novembro. Nós vamos cortar o cabelo de todos os pacientes do hospital a beira leito”, explica.

Letícia ressalta ainda que a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) validou a atividade e que a equipe de higienização do Hugo vai acompanhar e realizar a limpeza dos quartos assim que finalizar a ação. “Além deste momento de autocuidado com os pacientes, profissionais da unidade também vão orientar sobre a importância da prevenção do câncer de próstata e diagnóstico precoce”, revela a coordenadora.

Para o coordenador do SESMET Raphael Pires, o autocuidado é contagiante. “Nós queremos estimular e falar sobre autoestima na instituição. Quando juntamos todas as equipes que estão envolvidas na ação promovemos um ambiente de conversa e diálogo a respeito de cuidado pessoal e é essa mensagem que queremos passar”, avalia.

Os pacientes e acompanhantes aprovaram a ação. “Eu estou aqui para agradecer pelo Marcos, pois sou a voz dele. Faz tempo que ele queria cortar o cabelo, mas não podia. Graças a equipe multiprofissional do Hugo e os voluntários hoje foi possível. Só temos a agradecer e parabenizar por este momento”, relata Lucas Walter, acompanhante do paciente Marcos Antônio.

Segundo Letícia Vieira, o Hugo realiza um atendimento focado no paciente, no que é importante para a recuperação. “Nós temos que pensar em um tratamento sistêmico. A gente tem que tratar também os desenhos e anseios do paciente, e isso é importante para em uma internação ao longo prazo. O cabelo mexe muito com a autoestima do ser humano, então com o corte de cabelo essas pessoas sentem que o hospital está cuidando deles. São benefícios indescritíveis”, finaliza a coordenadora multiprofissional.

No primeiro dia da ação foram realizados 25 cortes de cabelos