Dona Blandina Custória, de 72 anos, tem muito o que comemorar. Após 107 dias internada no Hospital Regional de Itumbiara São Marcos para tratamento da Covid-19, a idosa venceu a batalha contra o vírus e recebeu alta hospital na tarde desta quinta-feira, 25.

A despedida da paciente não poderia ter sido menos emocionante: antes de reencontra a família, dona Blandina passou pelo corredor da vida formado pela equipe que a atendeu e foi aplaudida. A idosa com certeza possui muitas histórias incríveis para contar, e vencer a Covid-19 é mais uma delas.

A paciente deu entrada na unidade de saúde no dia nove de dezembro de 2020 com sintomas de quadro clínico da Covid-19. No dia 14, Blandina foi encaminhada para Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde permaneceu por 86 dias. A paciente evoluiu para o quadro grave da doença e precisou ser intubada e posteriormente traqueostomizada.

A vitória de dona Blandina ganha um sabor ainda mais especial para equipe do HCamp de Itumbiara, não só de dever cumprido, mas também de esperança e ânimo para continuar a batalha. “A alta da Blandina foi carregada de emoção. Ela ficou internada na unidade por muito tempo e toda equipe assistencial se apegou a paciente. Conhecemos de perto a sua trajetória, experiências e lutas e isso é gratificante. É um momento que nos dá esperança e mostra a importância do nosso trabalho”, afirma Karine Araújo, coordenadora multiprofissional da unidade.

Karine reforça que os profissionais que atuam linha de frente no combate à pandemia estão exaustos. “Quando vemos uma paciente que evoluiu para o quadro clínico grave da doença reagir bem ao tratamento ficamos motivados a continuar fazendo um ótimo trabalho. Os profissionais têm se esforçado para manter o equilíbrio em meio ao cansaço e ao medo, para oferecer o seu melhor aos pacientes”, afirma a coordenadora.

HCamp Itumbiara

O Hospital Regional de Itumbiara foi inaugurado pelo governador Ronaldo Caiado no dia 1º de julho de 2020, com leitos de enfermaria e UTI. Após passar por reforma emergencial, a unidade foi dotada de equipamentos de última geração e se tornou referência no enfrentamento da Covid-19, recebendo pacientes de todas as regiões do Estado.

No fim de fevereiro a unidade colocou em operação mais 10 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) para enfrentamento da pandemia da Covid-19. O Hcamp conta com 80 leitos ativos exclusivos para pacientes com novo coronavírus, sendo 50 de enfermaria e 30 de UTI.