Hospital chega à milésima alta de paciente recuperado de Covid-19 na mesma semana que mais leitos são disponibilizados. A unidade se tornou referência no sul do Estado para enfrentamento na pandemia.
O Hospital Regional de Itumbiara São Marcos, também chamado HCamp Itumbiara, chegou nessa quinta-feira à marca de 1.000 pacientes curados de Covid-19. A alta foi festejada pelas equipes médica e multidisciplinar como sendo um marco importante no enfrentamento à Covid-19 como um dos principais centros de tratamento da doença.

A paciente Terezinha Nascimento de Melo, 65 anos, moradora de Itumbiara, esteve internada por dez dias na enfermaria, devido complicações respiratórias causadas pela Covid-19, se recuperando bem no período em que esteve internada. Emocionada, durante a sua saída, foi recebida calorosamente por sua filha Valéria e pela equipe que estava de plantão em um corredor formado por esses profissionais. “Eu fui muito bem recebida nesse hospital, as pessoas foram muito boas pra mim e para nós todos e o que eu peço a Deus é que Jesus abençoe a todos também”, festejou a paciente. Desde a entrada em funcionamento dos leitos no HCamp Itumbiara, em julho de 2020, os números mostraram que a unidade se tornou referência no tratamento de COVID-19.

Segundo o diretor-geral da unidade, Ricardo Bricidio, o fato é preciso ser comemorado com um marco importante para todos os profissionais. “Este é fruto do empenho de toda equipe nos cuidados prestados aos pacientes, os nossos profissionais trabalham com muita dedicação, dando o aporte que nossos pacientes precisam e seguindo todos os protocolos. Resultados como estes revelam que a nossa atuação tem feito à diferença na saúde da população de Itumbiara e região”, comentou.

O Projeto: “Dias Melhores Virão” foi idealizado pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) do Hospital de Itumbiara e os seus membros destacam que momentos como esse são os objetivos principais que o projeto visa desde sua criação.

O Hospital Regional de Itumbiara – Hcamp São Marcos conta com 40 leitos de UTI e 61 leitos de enfermaria, exclusivos para o tratamento de pacientes acometidos pelo novo Coronavírus.