A Banda Guardiões da Cidade, formada por músicos da Guarda Civil Municipal (GCM), passou parte da manhã desta quinta-feira(15), na porta principal do Hospital Espanhol, tocando e animando os Heróis da Saúde que estavam de plantão.

Quando o carro que trazia os músicos estacionou, no pátio do Centro de Tratamento Covid-19 que é referência na Bahia e completa um ano de funcionamento no próximo dia 22 de abril, chovia, o céu estava cinzento como os dias da pandemia. Mas um arco-íris surgiu sobre o mar, como um sinal de que a manhã seria especial. Como um sinal de que dias melhores virão, sim!

A ideia desta ação de levar música para proporcionar um momento de relaxamento aos profissionais da Linha de Frente da Saúde, partiu do guarda municipal Ubirajara Azevedo, integrante da banda e que perdeu o pai, recentemente, para a Covid-19. A primeira apresentação aconteceu no último dia 7, enquanto o pai do Guarda Ubirajara ainda estava internado no Hospital do Subúrbio. “Por conta desta perda, provocada pelo Coronavírus, iriei levar alegria, por meio da música, para os Hospitais de Campanha e para os Pontos de Vacinação para que todos celebrem a vida” – argumentou Azevedo, transformando a dor em amor.

Descontração e emoção

Com um repertório eclético e variado, os Guardiões da Cidade descontraíram, emocionaram, provocaram risos e choros, tiraram samba dos pés que pouco param e palmas das mãos que tanto cuidam, motivaram danças e até coreografias dos Heróis da Saúde. Foi um momento de relaxamento mais do que merecido!

“É especial e gratificante poder promover isso aos colaboradores. A música encanta e renova. A responsabilidade social do Hospital Espanhol é imensa, nesta pandemia. Já curamos cerca de 2.200 vidas e a gente agradece por este presente” – comentou a Gerente Administrativa do HE, Fabiana Daltro. O presente chegou antecipado, já que daqui a uma semana, o Hospital completa um ano de funcionamento, desde que foi reaberto.

Adriana Brito, enfermeira da UTI 4, estava aproveitando o som, dançando, tentando descontrair, mas muito emocionada, falou: “A música faz toda a diferença. A gente tem a energia renovada, para dar o melhor suporte aos nossos pacientes. A luta diária é árdua. Mas devolver um paciente curado para a sua família é muito gratificante. Somos gratos, também, à Guarda Civil Municipal, por pensar em nós, reconhecendo o nosso trabalho e esforço”.

E com esta ação, a GMS comungou e praticou a filosofia do INTS que faz a gestão do Hospital Espanhol de “cuidar de quem cuida”. Valeu GMS! Foi demais!