Usuários que ficaram internados no hospital têm direito a retorno e acompanhamento ambulatorial com foco no atendimento de qualidade e integralidade da assistência

O Hospital Estadual de Urgências de Goiânia Dr. Valdemiro Cruz (Hugo) é referência em trauma. Foi a primeira unidade de saúde especializada no Estado de Goiás, e a atuação integrada dos profissionais garante o melhor atendimento ao paciente. O Hugo tem diversas iniciativas que reúnem profissionais de diferentes áreas e especialidades para discutir melhores práticas no cuidado, assim como a atualização e a capacitação da equipe para a assistência segura do paciente.

No atendimento ambulatorial do Hugo, não é diferente. O ambulatório da unidade é exclusivo para pacientes que passaram por algum tratamento no hospital. “Os usuários que tiveram internação no Hugo têm direito a retorno e acompanhamento ambulatorial. Nosso objetivo é oferecer ao paciente um atendimento qualificado na atuação multidisciplinar por meio de conhecimentos técnicos e teóricos atualizados, qualificando a assistência, além de proporcionar o bem-estar do paciente”, explica a coordenadora de apoio assistencial, Roberta Pimenta Barbosa.

Roberta ressalta que o ambulatório do Hugo conta com atendimento de várias especialidades médicas. “Temos ortopedista, cardiologista, geriatra, neurologista, neurocirurgião, cirurgião geral vascular, endocrinologista, hematologista e clínico geral pós alta. Além disso, nossos pacientes também recebem atendimentos não médicos, realizados pela equipe multiprofissional. Garantimos ao nosso usuário um atendimento de qualidade e com integralidade da assistência”, revela.

O ambulatório do Hugo oferece um cuidado individualizado em cada especificidade, além de promover o atendimento assistencial como consultas médicas e não médicas, possibilitando aos pacientes que estiveram internados na unidade continuem com o tratamento com toda equipe médica e multiprofissional. “Somos referência, principalmente, nas consultas ortopédicas. Ofertamos cerca de 3 mil consultas só para ortopedia”, conta Roberta.

Para a coordenadora multiprofissional do Hugo, Andressa Arruda, a atuação da equipe no ambulatório é de extrema importância. “Com a atuação multi no atendimento ambulatorial conseguimos otimizar o processo de alta de forma segura. Possibilitamos aos nossos pacientes egressos a continuidade do acompanhamento com a equipe, sempre que necessário. Com retornos agendados, progressão de terapias, gerenciamento de insumos, transição do cuidado, dando todo suporte pós alta hospitalar para os usuários e familiares”, finaliza.