Depois do sucesso do projeto “Música na Varanda” para os pacientes do Hospital Espanhol, em tratamento da Covid-19, chegou a vez dos seus colaboradores serem contemplados com os benefícios que a música pode trazer. A estreia do Projeto Música Une, nesta semana, trouxe arte e positividade para o ambiente hospitalar.

Foi com esta intenção e boa vontade que seis funcionários do Hospital montaram uma banda musical para fazer um som relaxante para os seus colegas, nos intervalos, durante os plantões.

Numa linha de atuação intensa e tensa, estes profissionais têm sido, mundialmente, considerados como verdadeiros heróis da saúde. Mas eles também têm os seus limites no nível de estresse. Muitos deles, na ativa há três meses. Muitos, em isolamento familiar, por amor e precaução. Muitos, precisando também de serem cuidados. E muitos, dispostos a se doar ao colega, de forma solidária e empática, como está ocorrendo com o Música Une.

A banda toca na balaustrada interna superior do Hospital Espanhol, com vista para a Baía de Todos os Santos e Farol da Barra.

Numa periodicidade quinzenal, em dois dias diferentes da semana, para atingir o maior número de colaboradores possível, de acordo com as escalas de plantão. Em um dos dias da quinzena de apresentação, o som acontece no intervalo de almoço e no outro, no final da tarde, acompanhando o pôr do sol da orla da Barra que costuma ser um show à parte. No repertório, MPB. Nas mãos dos músicos que também atuam como heróis da saúde: um violão, uma guitarra, um carron e dois microfones. Na plateia, outros heróis da saúde que vão deixar suas capas de EPI penduradas, por alguns minutos, para respirar o ar puro, apreciar o mar, sentir a brisa sob mangueiras, dançar um pouco e prestigiar os colegas. Gratos e cheios de expectativas por uma vivência como esta, num Hospital de Campanha.

ARTE E AR PURO

A psicóloga Carolina Vidal que assistiu à primeira apresentação do Projeto, considerou uma experiência incrível: “Porque nunca estivemos em uma guerra como essa. Nunca lutamos em algo parecido. Viver um momento de paz e calmaria, no meio dessa guerra toda, com música, é muito relaxante. E a gente otimiza o horário de almoço”.

“Participei desse momento único, de estreia do Música Une, que aconteceu no Hospital Espanhol. É muito importante a gente conseguir trazer a música para o ambiente hospitalar. Conseguir mostrar algo diferente para a equipe de colegas. Sair um pouco da unidade fechada que é onde convivemos diariamente e ter a oportunidade de vir aqui para fora. Ter um pouco de ar e de arte”. Esta é a opinião do médico intensivista Sérgio Doria que atua nas UTIS e toca violão no grupo.

Funcionando desde o dia 22/04/20, o Hospital já curou mais de 650 pacientes, nestes três meses de trabalho, e a equipe guerreira celebra estas vitórias, sem deixar de sentir e respeitar a dor de milhões de famílias que já perderam seus entes queridos para a Covid-19.

“A ideia é que ao retornarem para os seus postos de combate ao Coronavírus, os profissionais estejam com os seus corpos mais relaxados, os seus corações recarregados e a energia renovada. Estejam com a sensação de acolhimento, por estarem sendo cuidados. Porque precisamos cuidar de quem cuida e esta é a filosofia de trabalho praticada pelo INTS – Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde, nas unidades sob a sua gestão, como o Hospital Espanhol” – comenta a médica Thayse Barreto, Diretora Geral.