Iniciativa tem como objetivo a conscientização do público sobre a importância do ato de solidariedade, além de mobilizar novas doações para aumentar os estoques de sangue

Hospital de Urgências de Goiânia preparou uma atividade diferente nesta quinta-feira, 11. Profissionais da equipe multiprofissional fizeram uma campanha de conscientização de doação de sangue nas enfermarias da unidade de saúde. A iniciativa tem como objetivo a conscientização do público sobre a importância do ato de solidariedade, além de mobilizar novas doações para aumentar os estoques de sangue.

De acordo com a coordenadora multiprofissional do Hugo, Andressa Arruda, a iniciativa partiu do Hemocentro. “Recebemos um pedido de ajuda do Hemocentro pra conscientizarmos sobre doação de sangue e prontamente atendemos para somar a essa rede do bem. Nós recebemos fòlderes educativos que falam sobre a importância e os critérios para se tornar um doador. A equipe entregou para os pacientes e acompanhantes e os conscientizou e estimulou para que eles também informem amigos e familiares para atingirmos o maior número de pessoas”, explica.

Para a coordenadora doar sangue é um ato de amor. “Em tempos de pandemia vivemos momentos em que o mundo precisa de mais solidariedade. Um gesto simples que pode salvar vidas. É importante lembrar que não há um substituto para o sangue e a disponibilidade é essencial em diversas situações no hospital como cirurgias e tratamento de pessoas com doenças crônicas e necessitam de transfusão sanguínea”, afirma.

A manutenção dos estoques de sangue em níveis seguros em todo país depende da doação regular de sangue que ainda é feita por uma pequena parcela da população brasileira. Andressa reforça que uma única doação de sangue pode salvar até 4 pessoas. “Vamos fazer nossa parte, juntos somos mais fortes”, ressalta.

Quem pode doar?

Para doar sangue, o voluntário deve estar em boas condições de saúde, pesar acima de 50 quilos e ter idade entre 16 e 69 anos (menores de 18 anos devem estar acompanhados por um responsável legal). É necessário estar descansado e bem alimentado, e portar um documento oficial com foto (RG, carteira de trabalho, carteira de motorista ou de reservista) em bom estado de conservação.