No 7º encontro de líderes do HE, em 2021, um balanço dos 16 meses de trabalho

A Educação Continuada é praticada de forma permanente com treinamentos, palestras, e encontros via Zoom, no Hospital Espanhol. Neste processo de aperfeiçoamento profissional constante proporcionado às equipes, existe o Programa de Desenvolvimento de Lideranças, coordenado pela Gerente Administrativa e Financeira, Fabiana Daltro. Os encontros acontecem numa periodicidade quinzenal. No dia 04 de agosto, aconteceu o 7º desde ano e foi conduzido pelo Diretor Geral, Rômulo Cury.

A avaliação dos resultados do 2º trimestre/2021 foi o tema principal deste encontro. Fabiana Daltro abriu a reunião falando da importância e da oportunidade de excelente posicionamento estratégico da Unidade no mercado, considerando ser o HE o maior Centro de Tratamento para Covid, no Estado da Bahia, e único hospital destinado exclusivamente a pacientes Covid. “Todos nós aqui devemos nos empoderar do trabalho realizado de fundamental importância para o momento que vivemos. Nossas forças, ameaças, oportunidades e fraquezas estão sendo conhecidas e trabalhadas. Quanto mais nos conhecermos, melhor resultados alcançaremos juntos” – ressaltou com pertinência, Fabiana Daltro.

O Diretor Geral do HE, Rômulo Cury apresentou os indicadores do último trimestre/2021 que também foram apresentados no Encontro de Governança Corporativa do INTS, realizado em julho passado, em São Paulo, com a participação de gestores de todas as Unidades do Instituto. Rômulo Cury fez ainda uma breve retrospectiva deste período e projetou as ações para um futuro a curto prazo previstas para o HE, adequadas à realidade da pandemia na Bahia. Relembrou a importância da virada de página de imagem do Hospital Espanhol que tanto enfrentou a mídia negativa, no início da sua reabertura, e hoje é considerado referência no modelo de assistência à Covid, sendo vitrine de imagem positiva na área da saúde.

Elane Reis, Gerente de Enfermagem, apresentou metas, indicadores quantitativos e qualitativos e destacou a importância da troca nas relações organizacionais e operacionais entre fornecedores e prestadores de serviços, visando sempre o nosso compromisso com a SESAB, enquanto contratante, e com a população, enquanto consumidora do SUS.

16 meses cuidando e salvando vidas

A trajetória do HE, no decorrer dos seus quase 16 meses de trabalho na pandemia, foi relembrada pelo Gerente Médico, Leonardo Azevedo. A implantação de processos médicos para a assistência no tratamento de uma doença desconhecida foi acontecendo e gerando conquistas. Conquistas práticas e de engajamento das equipes que colocaram o Hospital Espanhol, hoje, num lugar confortável e privilegiado de números e estatísticas bem equiparados ao cenário local e nacional. “Nossa equipe médica está engajada nos nossos desafios” – disse ele. E este engajamento médico cria um elo entre o gerenciamento hospitalar e a assistência, só fortalecendo a qualidade do serviço como um todo.

A médica paliativista Karoline Apolônia também participou do 7º Encontro de Líderes do HE e falou sobre a implantação da Equipe de Cuidados Paliativos. Seus processos, os treinamentos dos profissionais, as práticas paliativas para o paciente e a forma do Hospital se relacionar com os seus familiares, diante de casos graves e muitas vezes irreversíveis.

Fabiana Daltro pediu uma salva de palmas do grupo presente para o próprio grupo, como forma simbólica de celebrar a união, os bons resultados reconhecidos e manter o fortalecimento e engajamento de equipe, no Time HE.