Com balões coloridos, bolo de chocolate e uma vela de led, Anna Beatriz ganhou uma festa surpresa dos profissionais da unidade

A enfermaria do Hospital Estadual de Urgências de Goiás Dr. Valdemiro Cruz (Hugo), onde está internada a pequena Anna Beatriz de Oliveira, transformou-se em alegria pura na manhã desta quinta-feira, 26. Com balões coloridos, bolo de chocolate e uma vela de led, a paciente ganhou uma festa surpresa e comemorou o aniversário de seis anos.

Os preparativos foram pensados com carinho pelos profissionais da unidade, que quebraram a rotina hospitalar e rodearam a criança para um momento de afago, comemoração e muita alegria, seguindo todos os critérios de prevenção ao novo coronavírus. “A Anna Beatriz me falou que queria passar o aniversário em casa, pois gostaria de ter uma festa. Nós então tivemos a ideia de preparar a surpresa para alegrar o seu dia”, explicou a enfermeira Mércia Coutinho.

A profissional ressalta que a criança que encantou todos aqui do quanto andar. “Foi emocionante comemorar a data, vimos a felicidade estampada no rosto dela e da mãe. É uma ação simples, mas que faz a diferença. Tenho certeza que ficará marcado na memória e ela vai contar aos coleguinhas”, afirmou Mércia.

A atitude alegrou muito a menina, assim como emocionou a sua mãe: “Foi maravilhoso, estou emocionada. A minha filha foi muito bem atendida no Hugo, ela estava tão preocupada em não comemorar o aniversário. Foi uma surpresa muito boa essa demonstração de carinho e cuidado de todos os profissionais com a minha filha. Toda equipe cuidou da Anna Beatriz de maneira lúdica e lindo, vai ficar na memória dela”, relatou.

De acordo com a coordenadora de enfermagem da traumatologia do Hugo, Patrícia Rezende, a humanização na assistência ao paciente é fundamental para o convívio no âmbito hospitalar, principalmente com crianças, que são extremamente frágeis e necessitam de um cuidado emocional maior. “Nosso intuito é prestar um atendimento humanizado, onde o paciente se sinta importante, valorizado e acolhido. Dentro deste processo, proporcionamos um pouco de esperança, descontração e alegria, minimizando a tensão do ambiente hospitalar. Sabemos que tudo isso é fundamental para a recuperação. O Hugo tem a missão de ver o paciente muito além da doença e valorizá-lo como ser único e complexo que é”, afirma.

Para tornar o dia ainda mais especial, a pequena Anna Beatriz ganhou de presente o que mais desejava, a alta hospitalar. A criança chegou ao Hugo no dia 19 de agosto. Ela caiu da cama e fraturou o cotovelo direito. Durante o período de hospitalização, a menina passou por duas cirurgias e ficou internada na enfermaria.