Adilson Alves ficou 67 dias na UTI. Ele precisou ser intubado e traqueostomizado

Após 77 dias internado no Hospital Estadual de Itumbiara São Marcos para o tratamento contra o coronavírus, Adilson Alves de Souza, de 42 anos, venceu a Covid-19 e deixou o hospital em um momento marcado por alegria, fé e esperança. Com 75% do pulmão comprometido, Adilson foi internado no dia 22 de junho e encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde ficou por 67 dias. Devido a complicações, o paciente precisou ser intubado e, posteriormente, traqueostomizado. Após passar por cuidados intensivos, Adilson teve uma melhora do quadro de saúde e foi para a enfermaria, onde permaneceu até alta.

Antes de deixar o hospital, o paciente foi homenageado pelos colaboradores com aplausos e com a canção ‘Deus de Milagres’. Os profissionais transformaram a recepção da unidade de saúde em corredor da vida para se despedir do paciente e celebrar a vitória contra a doença. Adilson saiu visivelmente emocionado.

Do lado de fora da unidade hospitalar,os familiares aguardavam a saída do paciente com cartazes. Para eles, o sentimento de medo deu lugar à esperança. A esposa de Adison, Flaviane Mirian de Lima conta que há cinco meses o marido perdeu a mãe para a Covid. Minha sogra morava no Mato Grosso. Ficou em estado grave e não conseguiu vaga em uma UTI. Quando testamos positivo para doença, eu com sintomas leves, ficamos preocupados, pois não queríamos passar por tudo novamente”, disse.

Flaviane revela que teve medo de perder o esposo, mas afirma que a equipe do hospital é formada por verdadeiros anjos. “Os profissionais me ajudaram  em todo processo. Sempre que eu tinha alguma dúvida eles me falavam o que estava acontecendo.  Foram  77 dias de internação e  em nenhum momento eu fui desamparada por Deus e pela equipe. Em todo o processo, eu sempre falava que meu esposo é um guerreiro e que lutaria até o fim. Nós, juntamente com Deus, familiares, amigos e equipe médica vencemos”, afirma.

Adilson foi relatado pela equipe como um lutador.”Ele ficou em estado grave, mas conseguimos reabilitá-lo. Hoje, ele sai daqui após vencer a árdua batalha contra a doença. A equipe fica com a sensação de dever cumprido. Trabalhamos todos os dias com o nosso melhor para que mais histórias de superação possam ser contadas no HCamp de Itumbiara”, afirma a coordenadora multiprofissional, Layla Filardi. O Hospital Regional de Itumbiara São Marcos conta com 40 leitos de UTI e 61 leitos de enfermaria, exclusivos para o tratamento de pacientes acometidos pelo novo Coronavírus. A unidade é um dos hospitais de campanha em funcionamento em Goiás.