Samuel Kesley Borges, de 30 anos, aliviou a saudade dos três filhos, mãe, irmã e sobrinhas com apertos de mãos, troca de olhares e lágrimas.

Depois de 48 dias internado no Hospital Estadual de Urgências de Goiás Dr. Valdemiro Cruz (Hugo), o paciente Samuel Kesley Borges, de 30 anos, recebeu a visita de familiares na manhã desta sexta-feira, 15, na parte externa da unidade de saúde. Com apertos de mãos, palavras de amor, troca de olhares e lágrimas ele matou a saudade dos três filhos, mãe, irmã e sobrinhas.

Sem poder receber visitas e longe do conforto de casa, os pacientes enfrentam dias marcados pela saudade da família, o que causa impacto negativo no emocional. Para diminuir esse quadro, seguindo todos os protocolos de saúde, a equipe multiprofissional do Hugo, sempre que possível, viabiliza o reencontro de pacientes com seus amores.

A esposa de Samuel, Sara Caroline, conta que o marido é apaixonado pelos filhos e que o reencontro foi um impulso a mais para a reabilitação. “O meu marido é um milagre, no acidente ele sofreu várias lesões na cabeça e conseguiu se recuperar. Todos os dias fazemos chamada de vídeo com as crianças e ele chora muito de saudade. Hoje foi um momento importante na recuperação dele”, disse.

Sara afirma que o atendimento que eles têm recebido no Hugo é maravilho. “O Samuel está no segundo andar, as enfermeiras, as técnicas, e todos os colaboradores nos tratam bem e com atenção. Quando a psicóloga falou da possibilidade da visita, ficamos radiantes e meu esposo chorou de alegria. Nós amamos”, afirma.

De acordo com a psicóloga Mônica Lelis, a visita humanizada diminui os efeitos negativos da hospitalização. “Ações como a de hoje proporcionam uma melhora do lado emocional tanto do paciente, quanto da família. Poder permitir esse momento único no ambiente hospitalar é o objetivo do nosso tratamento humanizado, no qual visamos o bem-estar pleno do usuário”, destaca a profissional.

Samuel deu entrada na unidade de saúde no dia 28 de agosto, vítima de um acidente de trânsito. Ele passou por cirurgia na perna esquerda e por uma laparotomia exploratória. Durante a internação, ele precisou ficar na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), após melhora do quadro de saúde foi para a enfermaria. Ainda não há previsão de alta.