Os colaboradores homens do Hospital Espanhol discutiram a prevenção do câncer de próstata, durante encontro da equipe que contou com apresentações, jogos e bate- papo sobre o tema.

O atendimento do Hospital Espanhol é 100% Covid. O foco da Unidade é na pandemia. Mas os cuidados com a saúde, que estão sempre em primeiro lugar para os profissionais da área, não se restringem ao Coronavírus. Assim como as equipes do HE se preocupam com o Câncer de Mama, o Câncer de Próstata também foi pauta de discussão, na última semana do último Novembro Azul!

A equipe masculina de colaboradores do Hospital reuniu-se para discutir sobre a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem e a Prevenção ao Câncer de Próstata. Foi um momento de troca ideias e experiências, esclarecimentos de dúvidas e que teve uma parte lúdica para descontrair e animar o grupo. Servindo também para dar uma sondada como andam as informações sobre o assunto, na realidade de cada um. “Fizemos um game interativo e a corrida ao pódio foi marcada pelas respostas sobre o câncer de próstata, sua prevenção, diagnóstico e tratamento” – explicou o enfermeiro Rafael Laranjeira, Coordenador de UTI e responsável pelo Encontro Azul.

Os homens, na maioria, resistem a procurar os serviços de saúde para realizar atividades preventivas de forma regular. Medo? Cultura? Acomodação? Dificuldades de acesso? Questões pessoais?… Tudo isso junto e mais motivos não externados fazem com que eles apresentem os piores indicadores de morbimortalidade (índice de mortalidade por uma doença específica, dentro de um determinado segmento populacional), se comparados a outros grupos da população. “O evento foi um momento, em que pudemos expor essa realidade, trazendo

informações relevantes à saúde do homem, dando espaço para que eles pudessem se expressar sem medos e preconceitos, os posicionando como sujeitos responsáveis pelo seu autocuidado” – explicou Rafael Laranjeira. Colaboradores são multiplicadores da prevenção Os participantes do Encontro Azul foram orientados a procurar os serviços de saúde e a levar as informações para casa – para seus familiares, pai, irmãos, tios, vizinhos e para a comunidade próxima. Muitos colaboradores que vivenciaram o câncer de próstata em casa com parentes próximos, fizeram seus relatos, trazendo para os colegas as experiências que acompanharam.

Gilteanderson de Souza, enfermeiro da UTI 2, foi o vencedor do jogo, o Game Azul, mostrando que está antenado e consciente sobre o assunto. “Esta inciativa é de fundamental importância para alertar os homens. Independentemente da idade, temos a responsabilidade de ser multiplicadores deste alerta e conscientização. As ações promovidas pelo INTS para cuidar de quem cuida são sempre bem-vindas para nós colaboradores. E elas não ficam por aqui, se estendem para nossos familiares e amigos” – comentou Gilteanderson, o campeão do jogo!

O técnico de enfermagem, Ronaldo Félix, também participou do Encontro Azul. Para ele, foi um momento educativo e de conscientização, contribuindo para que os colaboradores multipliquem as informações obtidas. “Hoje eu pude interagir com os colegas de forma animada e enriquecedora de conhecimentos sobre a nossa saúde.

Com as perguntas e respostas do jogo, adquiri mais informações e me sinto mais preparado para cuidar da minha saúde, em relação ao câncer de próstata” – comentou ele. “O resultado foi extremamente satisfatório, todos participaram ativamente e percebemos que muitos precisam apenas de informação e orientação. Daí a importância das campanhas como a do Novembro Azul, uma grande oportunidade de promover a saúde do homem” – concluiu o Coordenador de UTI, Rafael Laranjeira, satisfeito com a parcela de contribuição dada na campanha. Afinal, o INTS cuida de quem cuida!