Os bons cuidados com a saúde física e mental são essenciais para a prevenção de riscos de acidente, tanto no ambiente de trabalho quanto fora dele. No dia 27 de julho, em que é celebrado o Dia Nacional da Prevenção de Acidentes de Trabalho, foram realizadas diversas ações pelas unidades do INTS, em todo o Brasil. As ações tiveram como principal objetivo auxiliar e conscientizar os colaboradores sobre os fatores que podem aumentar os riscos de acidentes de trabalho.

Na UPA 24hrs de Itaquaquecetuba, em São Paulo, foi realizada uma sessão coletiva de ginástica laboral, seguidas de sessões de massoterapia para os colaboradores relaxarem. No Hospital Manoel Victorino, em Salvador, houve dois turnos de aulas e palestras acerca do tema da prevenção e o Hospital Espanhol, também em Salvador, realizou um bate papo com os funcionários durante a tarde, para que pudessem se informar sobre as maneiras de prevenir os acidentes. A UPA Feira de Santana, na Bahia, realizou uma palestra para os funcionários da saúde acerca do manuseio de materiais perfurantes e as precauções contra acidentes.

A UPA Oropó, em São Paulo, entregou, para os colaboradores, bolinhas antiestresse “cravinho”, que foram feitas para promover automassagem, para pessoas que desejam diminuir as sensações que o estresse diário causa, além dos sintomas de ansiedade. Já em Bertioga cartazes com informações sobre os cuidados no trabalho foram colocados pelo Hospital, contendo QR Codes com links para mensagens conscientizadoras.

A programação continua ainda no dia 29 de julho, na UPA de Brotas, que vai realizar um evento que inclui diálogos sobre a segurança do trabalho e atividades lúdicas sobre a prevenção de riscos biológicos, procurando conscientizar os colaboradores.

A temática de prevenção de acidentes no trabalho é de extrema importância, principalmente no meio de saúde, tornando a realização de eventos e ações como esses essenciais para conscientizar os colaboradores e a população em geral, e dessa forma, tomar as precauções necessárias para reduzir ao máximo os riscos de acidentes.