UPAs de Caucaia adotam protocolo que oferece mais segurança ao paciente

22 de abril de 2024

Confira também as nossas redes sociais:

Uma ação que parece simples, mas tem impacto direto para o paciente: a identificação do usuário a partir da recepção. Agora, os pacientes que chegam as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do município de Caucaia, nos bairros do Centro e Jurema, recebem uma pulseira de identificação com dados pessoais e o número de prontuário. O processo garante maior segurança do paciente e otimiza o atendimento.

A identificação acontece na recepção da unidade no momento do cadastro de dados. Uma pulseira é fixada no braço do usuário com nome completo, data de nascimento, idade, número de prontuário, data e horário de atendimento. A identificação do paciente é um dos seis protocolos básicos do Programa Nacional de Segurança do Paciente, instituído pela Portaria MS/GM nº 529/2013. O protocolo permite mais eficiência, segurança e qualidade no atendimento e evita falhas de identificação.

“A pulseira traz dados importantes que permite maior assertividade na condução do atendimento, como por exemplo na hora de administrar uma medicação, pois com as informações corretas e de fácil acesso, melhora o fluxo de todos os profissionais envolvidos no processo e reduz as possibilidade de erro”, disse, Fernanda Azevedo, gestora da UPA Eduardo de Castro Pessoa de Lima.

O protocolo de identificação é utilizado também na UPA Dr.Luiz Nerys Nunes de Miranda, no Centro de Caucaia. A unidade recebe em média até dez mil pacientes por mês, a maioria com sintomas leves. Como é o caso da dona de casa, Ana Célia Sampaio, que trouxe o filho mais novo para receber a assistência médica. Com sintomas de gripe e cansaço respiratório, ela já sabe onde encontrar atendimento. “Eu moro distante, mas quando preciso procuro aqui porque o atendimento é rápido. Tenho dois filhos pequenos, então sempre tem alguma necessidade. Aqui eu já conheço os profissionais e me sinto bem e acolhida”, conta.

Nova gestão

As UPAs de Caucaia são gerenciadas pelo Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde (INTS), Organização Social que desde janeiro vem implantando mudanças para melhorar o atendimento de saúde. “A gente já percebe que muita coisa mudou. O atendimento agora está rápido, o paciente tem acesso a diversos médicos como clínico, pediatria e odontologia e dessa forma ele sente que é bem assistido”, conta Maria da Natividade Martins, recepcionista da UPA do Centro de Caucaia.

Perfil do paciente nas UPAs

As UPAs funcionam 24h e prestam atendimento adulto e pediátrico. Cerca de 60 % dos pacientes que procuram as UPAs correspondem a casos leves com sintomas de síndrome gripais, febre baixa ou dor de cabeça. Ao chegar nas unidades os pacientes são identificados e classificado de acordo com o risco e gravidade do caso.

Hospital Guarapiranga apresenta quatro trabalhos no COSEMS 2024

Hospital Guarapiranga apresenta quatro trabalhos no COSEMS 2024

Unidade municipal de saúde conta com quatro projetos na 20ª Mostra de Experiências Exitosas dos Municípios O Hospital Municipal Guarapiranga, unidade da Secretaria Municipal de Saúde, gerenciada pelo Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde (INTS), apresenta, entre os...

ler mais