Com a tag #INTSpelaVida, o Instituto promoverá série de ações para conscientizar colaboradores e públicos atendidos nas unidades de saúde na BA, CE e SP.

Por muito tempo, acreditou-se que falar sobre suicídio era gatilho para que mais pessoas chegassem ao ato extremo de pôr fim à própria vida. Hoje, no entanto, é ponto pacífico entre as principais organizações e autoridades científicas que a prevenção do suicídio passa necessariamente pela discussão e disseminação de informações sobre o tema.

O diálogo também ajuda a dar continuidade à vida a partir de outro tema: doação de órgãos. Segundo dados da Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (Abto), no último ano caiu o número de doadores em todo país. Após o falecimento, uma única pessoa pode doar mais de dez órgãos e tecidos, desde que haja autorização familiar.

Para estimular o debate sobre os dois temas, no mês de valorização da vida, quando se celebra o Setembro Amarelo (prevenção de suicídio) e Setembro Verde (doação de órgãos), o Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde (INTS) lança a campanha #INTSpelaVida, com uma série de ações e conteúdos de conscientização para seus colaboradores e públicos atendidos nas unidades de saúde pública que administra na Bahia, Ceará e São Paulo.

Para o Setembro Amarelo, além de cartazes e conteúdos nas redes sociais do Instituto, haverá a ação do “Pote da Gratidão”, que irá estimular os colaboradores a escrever motivos pelos quais são gratos na vida. As mensagens serão compartilhadas entre todos em ambientes comuns da sede e das unidades. O objetivo é estimular a conversa e os canais de apoio a quem precisa de ajuda psicológica profissional.

A partir da segunda quinzena do mês, as ações se voltarão para o Setembro Verde, quando haverá divulgação de conteúdos e depoimentos sobre doação de órgãos. Como para se tornar um doador basta que o indivíduo comunique a intenção aos seus familiares, o objetivo da campanha será a ampla conscientização sobre o tema.

Conteúdo para ouvir e compartilhar

A campanha #INSTpelaVida será marcada também pelo lançamento de três episódios temáticos do podcast Conexão INTS. Disponibilizado no Spotify e Youtube, a produção irá discutir no primeiro e segundo episódios a prevenção ao suicídio e a doação de órgãos, respectivamente, com profissionais da psicologia e medicina que atuam no Instituto.

Ainda no bojo da valorização da vida, o terceiro episódio irá abordar os 34 anos do Sistema Único de Saúde (SUS), como estrutura que garante assistência médica e social para brasileiros e estrangeiros que estejam em território nacional de forma gratuita.

A depressão é considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como o “Mal do Século”. Ela incita alterações fisiológicas no corpo, sendo porta de entrada para outras doenças, além da sensação de infelicidade crônica e prostração. Oscilação de humor e pensamentos são alguns comportamentos são também ocasionados pela depressão e podem indicar atos suicidas.

Ouça Agora: