Com o objetivo de celebrar os seis anos de funcionamento da UPA do Oropó, que atende a população de Mogi das Cruzes, o INTS ofereceu, na quarta-feira (21), um café especial para os colaboradores. Sob a presença de membros da Prefeitura de Mogi das Cruzes (contratante do serviço), a direção da UPA realizou a confraternização interna para demonstrar que o sucesso da atuação da Organização Social de Saúde na unidade se deve ao trabalho em equipe, como explica a gerente Sabrina Benetti.

“Nós fizemos um café para demostrar a nossa gratidão a todos os colaboradores, pois o INTS investe muito no colaborador, nessa parte de gestão de pessoas. Portanto, o café é para homenagear a equipe.” Ainda de acordo com Sabrina, a UPA do Oropó se tornou referência no município por conta da atuação humanizada do INTS, que prioriza a qualidade dos atendimentos, e não a quantidade.

Para a assessora da diretoria Priscila Araújo – que atua no local desde a inauguração, inclusive por meio de outras Organizações Sociais -, o diferencial do INTS é justamente a preocupação com os seus colaboradores. Questionada sobre o que lhe chama a atenção no INTS, ela foi enfática: “A gestão de pessoas. Nessa parte, eles são muito atuantes e eu admiro muito a humanização. Eles são muito ‘pessoas’, investem nas pessoas. No crescimento, no trabalho de equipe, na humanização, isso é muito legal, isso reflete 100% no atendimento ao público.”

A auxiliar de limpeza Fabiana Cristina da Silva concorda com Priscila. Ao frisar a importância de poder contar com o equipamento de saúde em seu bairro, ela disse que utiliza os serviços da UPA do Oropó há três, isto é, desde quando foi morar na região. “Aqui é um ótimo lugar para buscar atendimento para casos de saúde”, resumiu.

A Prefeitura de Mogi também está satisfeita com os serviços do INTS, tanto que Thiago Batalha, que é chefe de gabinete da vice-prefeita Priscila Yamagami e também atua na Ouvidoria Municipal, representou Priscila no evento de celebração ao aniversário. Ao lembrar que tem acesso direto às avaliações dos pacientes da UPA, por meio da Ouvidoria, ele destacou: “Por isso que eu vim, ou seja, para agradecê-los, porque nós tivemos um grande aumento de elogios e uma diminuição bem significativa cativa de reclamações”, concluiu.