Com o objetivo de aprimorar a segurança dos pacientes e prevenir falhas na cadeia medicamentosa, o Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde (INTS) lançou um projeto para melhorar a prescrição, dispensação e administração de medicamentos no Hospital Integrado de Santo Amaro (HISA). A iniciativa conta com a participação de médicos, enfermeiros, farmacêuticos e analistas de tecnologia da informação. Agora, a unidade conta com notebooks beira-leito que otimizam os processos e ajudam na segurança do paciente.

Para iniciar o projeto, a equipe do HISA realizou uma visita ao Instituto Dante Pazzanese da Cardiologia, onde puderam ver exemplos de boas práticas e identificar oportunidades de melhoria. Em seguida, foi dado início aos treinamentos da equipe de tecnologia da informação e às parametrizações sistêmicas necessárias para a implantação do projeto.

Entre as etapas, destacam-se a prescrição segura realizada pelo médico, aprazamento sistêmico pela enfermagem, avaliação de prescrição farmacêutica, dispensação por turno automático pela farmácia e checagem após administração do medicamento pela enfermagem. Computadores beira leito foram disponibilizados para execução das atividades. Essas medidas visam garantir a segurança dos pacientes e prevenir possíveis erros na administração dos medicamentos.

Durante o desenvolvimento do projeto, a equipe do HISA identificou pontos de fragilidade no preenchimento do prontuário e trabalhou em conjunto com a comissão de prontuários para solucionar essas questões e elevar o nível de segurança do paciente.

Além de promover o uso seguro dos medicamentos, o projeto também busca melhorar a qualidade assistencial e otimizar os custos do hospital. A adequação do preenchimento do prontuário e a elevação do nível de segurança e qualidade no atendimento também são objetivos do projeto.

A iniciativa conta com o apoio da diretoria do HISA, incluindo o Diretor Administrativo Weslley Lourenço Guimarães, o Diretor Médico Dr. Luiz Bot e a Gerente de Enfermagem Angelica Mendes. Atualmente, o projeto está em fase de implantação, com a equipe trabalhando na identificação de pontos de melhoria e no treinamento para a utilização das novas práticas. Com essa iniciativa, o HISA reforça a segurança e a qualidade dos serviços oferecidos aos pacientes.