Fisioterapia traz conforto e segurança às parturientes na Maternidade Municipal Lourdes Nogueira

22 de abril de 2024

Confira também as nossas redes sociais:

A orientação técnica no pré-parto e pós-parto, confortando e assegurando às futuras mães a comodidade de ser assistida por profissionais de Fisioterapia até o momento da alta médica. Esse é mais um dos serviços oferecidos na Maternidade Municipal Lourdes Nogueira(MMLN), dentro do conceito de atendimento multidisciplinar à todas as parturientes.
De acordo com a fisioterapeuta Dayana Gabriele Soares, muitas pacientes chegam tensas, sobretudo, às que passam pela experiência da maternidade pela primeira vez, necessitando de uma abordagem focada em confortá-las neste momento. “Sabemos que é um momento marcante de vida dessas pessoas e oferecemos todo o acolhimento e informações para conduzi-las adequadamente nesse processo, em sincronia com os outros profissionais que aqui atuam”, explica.

Ainda de acordo com a profissional, além do conforto, a ação busca orientar as pacientes para recuperarem sua condição fisiológica anterior à gravidez o mais rápido possível. “Atuamos orientando sobre os cuidados com toda a movimentação, respiração, funções fisiológicas, ergonomia, que é o cuidado com o posicionamento com o bebê, entre diversas outras questões, para que elas consigam desempenhar seu autocuidado e suas tarefas, agora como mães, da melhor forma e o quanto antes”, detalha Dayana Soares.

Deambulação

Ativar a circulação, evitar os efeitos nocivos do imobilismo, ajudar a retomar o funcionamento do trato intestinal, eliminando gases e evitando prisão de ventre, previnir a trombose e ajudar ao útero a retornar ao seu posicionamento original. Estas, entre outras questões, estão correlacionadas com um processo deniminado “deambulação”, que é a retomada paulatina da movimentação corporal. Isto inicia-se, geralmente, com caminhadas leves e assistidas nas horas subsequentes ao parto, diretamente apoiadas pelos profissionais de Fisioterapia.

“Este é um processo que orientamos, leito a leito, conforme as especificidades de cada paciente, orientando e motivando para que elas adotem as medidas e cuidados mais adequados às suas condições fisiológicas”, explica a fisioterapeuta, ao realizar a deambulação com a paciente Helena Cristina Ramos, 21 anos, moradora do Centro da capital. “Ela passou por uma cesariana há 40 horas, está se recuperando muito bem, adotando todas as recomendações que os profissionais indicaram e com alta prevista”, complementa.
Helena Cristina conta que chegou à maternidade por orientação da sua mãe, a professora Magna Maria Oliveira, que colheu depoimentos de pessoas próximas que tinham sido atendidas na Maternidade Municipal Lourdes Nogueira. “É a minha primeira filha, e toda a família estava ansiosa para este nascimento. Desde a minha chegada aqui, fui muito bem atendida, me informaram sobre os procedimentos e venho recebendo um tratamento muito carinhoso de todos”, afirma.

Já a professora Magna Maria de Oliveira fez questão de destacar a importância deste equipamento de saúde para Aracaju e para todos os sergipanos. “Eu vi aqui pacientes de diversos municípios do interior e de diversos bairros da capital. Antes de trazer minha filha, eu procurei informações e obtive respostas excelentes, o que constatei pessoalmente. A Prefeitura está de parabéns por oferecer uma unidade com um serviço desse nível. Estamos muito contentes com o que vimos e passamos aqui”, declarou.
Interdisciplinaridade

Além das atividades e procedimentos correlatos à Obstetrícia e Neonatologia, através da Medicina e da Enfermagem, ainda atuam em conjunto, no modelo de atendimento da MMLN, a Fisioterapia, a Fonoaudiologia, a Psicologia e o Serviço Social, num conceito de atuação interdisciplinar, visando oferecer atendimento integral e qualificado às puérperas, assim denominadas no período pós-parto até, geralmente, 45 dias, bem como aos recém-nascidos, assim denominados do nascimento até o 28º dia de vida.
Funcionando oficialmente desde o dia 17 de abril, já foram realizados na MMLN mais de 460 partos, mais de 1500 procedimentos entre consultas, exames e atendimentos ambulatoriais, atendendo já a 27 municípios, sendo 25 de Sergipe e os municípios de Fátima e Rio Real, do estado vizinho da Bahia.
A Maternidade Municipal Lourdes Nogueira atende 24 horas por dia, sete dias por semana, e está situada na rua Procurador José Costa Cavalcante, 64, no bairro 17 de Março.

Hospital Guarapiranga apresenta quatro trabalhos no COSEMS 2024

Hospital Guarapiranga apresenta quatro trabalhos no COSEMS 2024

Unidade municipal de saúde conta com quatro projetos na 20ª Mostra de Experiências Exitosas dos Municípios O Hospital Municipal Guarapiranga, unidade da Secretaria Municipal de Saúde, gerenciada pelo Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde (INTS), apresenta, entre os...

ler mais