Agosto Dourado: Centro de Saúde Infantil realiza ações de apoio e incentivo ao aleitamento materno

22 de abril de 2024

Confira também as nossas redes sociais:

Em celebração ao Agosto Dourado, campanha de conscientização sobre a importância do aleitamento materno, o Centro de Saúde Infantil de Itaquaquecetuba reforçou a iniciativa em prol do aumento das taxas de aleitamento materno. A cor dourada foi estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que considera o leite materno um “alimento de ouro”. No Brasil a campanha de Agosto Dourado é instituída pela Lei Federal n°13.345 de 12 de abril de 2017.

O momento da amamentação estabelece uma vital conexão entre a mãe com o bebê, este vínculo começa ainda na gestação e auxiliar o bebê na transição do útero para o ambiente externo. A amamentação conta com inúmeras vantagens nutricionais ao bebê, favorecendo a proteção contra infecções, alergias e outras doenças. E para a saúde da mulher traz a redução de chances de sangramento pós-parto, redução da possibilidade de câncer de mama e ovários, além de proteger contra doenças cardiovasculares.

“O leite materno humano é o alimento perfeito, o remédio mais personalizado que a criança receberá em toda sua vida”., comenta Kelli Ferraz, Coordenadora de Enfermagem do CSI.

O CSI sendo uma unidade de saúde de atendimento infantil, acolhendo pacientes recém-nascidos até os seus 14 anos foi celeiro de atividades sobre o Agosto Dourado durante todo este mês. Como forma de orientação, o CSI realizou ações educativas sobre aleitamento, a forma correta da amamentação que envolve interação profunda entre a mãe e o seu filho, seus benefícios, dicas de extração do leite, armazenamento e validade para todas as gestantes e puérperas que estiveram na unidade este mês.

E a criação do cantinho da amamentação na sala de medicação da unidade com objetivo de garantir o alimento essencial aos bebês que porventura estão como pacientes na unidade e aliar a boa prática de redução da dor das medicações, vacinas ou exames invasivos.

A amamentação antes, durante e após o procedimento doloroso, ameniza a dor do bebê, pois além do contato pele-a-pele com a mãe, o paladar e a sucção promovem sensação de relaxamento e distração, o que diminui sua percepção de desconforto. Durante a injeção, a prática oferece à criança conforto físico, distração, sucção, ingestão de açúcares e outras substâncias que promovem efeitos de alívio da dor. “Estudos recentes, ainda, afirmam que o leite materno possui substâncias que reforçam a eficácia da vacina”, informa Kelli Ferraz.

Hospital Guarapiranga apresenta quatro trabalhos no COSEMS 2024

Hospital Guarapiranga apresenta quatro trabalhos no COSEMS 2024

Unidade municipal de saúde conta com quatro projetos na 20ª Mostra de Experiências Exitosas dos Municípios O Hospital Municipal Guarapiranga, unidade da Secretaria Municipal de Saúde, gerenciada pelo Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde (INTS), apresenta, entre os...

ler mais