Café da Manhã e Roda de Conversa marcam celebração do Dia da Mulher na Upa de Feira de Santana

10 de março de 2024

Confira também as nossas redes sociais:

Na manhã desta sexta-feira, 08 de março, a UPA Estadual de Feira de Santana, sob gestão do Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde, INTS, promoveu uma roda de conversa em celebração ao Dia Internacional da Mulher. O evento, que reuniu colaboradoras da unidade, foi marcado por debates pertinentes conduzidos pela advogada especialista em Direito das Famílias e Direitos Humanos, Jamille Santana, e pela enfermeira Andressa Pedreira, mulher trans.

Jamille Santana abordou o tema “Autocuidado Além do Skincare / Planejamento Matrimonial”, destacando a importância das mulheres se preocuparem com seu patrimônio e sua segurança financeira, especialmente diante de situações como doenças graves ou diagnósticos inesperados. Citando estatísticas alarmantes, Jamile ressaltou a necessidade de as mulheres estarem preparadas para enfrentar desafios como o abandono por parte dos parceiros em momentos delicados da vida, como durante uma gravidez de uma criança especial. “O índice de mulheres que se tornam mães solo nessas circunstâncias chega a 80%, evidenciando a urgência de um planejamento matrimonial consciente. Portanto, falar de autocuidado financeiro nos dias atuais, é mais que necessário. Um tabu que precisa ser quebrado no meio feminino”, afirmou Jamille.

Andressa Pedreira compartilhou sua experiência como colaboradora trans na UPA Estadual de Feira de Santana, destacando a importância do acolhimento e do respeito no ambiente de trabalho. Apesar de algumas adversidades, como o preconceito de alguns pacientes, Andressa enfatizou a importância de se manter firme e profissional, mostrando que a competência não tem gênero. Sua história inspiradora ressalta a necessidade de uma maior inclusão e igualdade nos espaços de saúde.

“Em um mundo onde as mulheres continuam enfrentando desafios e discriminações, iniciativas como essa são fundamentais para promover a conscientização e a mudança. Que essas conversas e reflexões não se limitem apenas a este dia, mas inspirem ações concretas em prol da igualdade e do respeito à diversidade em todas as esferas da sociedade”, pontuou Andressa.

A roda de conversa, organizada pelo Grupo de Humanização da UPA, foi seguida por um café da manhã, proporcionando um momento de confraternização e celebração entre as mulheres presentes. O evento não apenas promoveu reflexões valiosas sobre questões essenciais como autocuidado e inclusão, mas também fortaleceu os laços de sororidade e apoio mútuo entre as colaboradoras da unidade.