INTS se junta ao esforço coordenado de combate à pandemia e à gripe na vacinação em São Paulo

INTS se junta ao esforço coordenado de combate à pandemia e à gripe na vacinação em São Paulo

Desde janeiro, as cenas vêm se repetindo em UBSs, hospitais e UPAs por todo o Estado de São Paulo. Profissionais de saúde que passaram um ano enfrentando a pandemia na linha de frente, recebem, da mão de colegas, a vacina contra a Covid-19. Da mesma forma, idosos que precisaram ter seus contatos pessoais drasticamente reduzidos, muitas vezes sem poderem ver filhos e netos por todo um ano, começam a ser imunizados contra o novo Coronavírus.

A aparente simplicidade do gesto esconde a enorme capacidade de trabalho e logística necessários para fazer com que os milhões de doses de vacina cheguem o mais rápido possível nos braços da população. Apenas na cidade de São Paulo, até o último dia 20 de abril, mais de 2.650.000 doses da vacina contra a Covid-19 já haviam sido aplicadas. São profissionais de saúde, idosos, professores acima de 47 anos. A cada grupo que vai sendo incorporado, a proteção aumenta. Mais vidas são salvas.

O INTS, como parceiro fundamental da Prefeitura de São Paulo nesse esforço, vem contribuindo diariamente para que os números de vacinados cresçam todos os dias. Além das unidades de saúde, O INTS aplicou vacinas em drive-thrus em diversos pontos da cidade, como Interlagos e no Clube Hebraica. Não por acaso, foi uma unidade gerida pelo Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde, a UBS Santo Amaro, o local escolhido para dar início a vacinação da população acima de 90 anos, com a presença do prefeito Bruno Covas, no início de fevereiro.

Recompensa

De lá para cá, muitos grupos já foram incluídos, com a vacinação de idosos a partir de 65 anos sendo iniciada em 20 de abril. “É uma grande responsabilidade e um orgulho enorme participar do enfrentamento da pandemia. Cada pessoa que vacinamos é uma esperança que se renova. Tem sido dias de muito trabalho, mas de muitas recompensas também “, afirma Jacqueline Yuri, gerente da UBS Santo Amaro.

Mas o esforço não acaba aqui. Além de seguir incluindo cada vez mais pessoas na vacina contra a Covid-19, o INTS se junta agora à campanha da vacinação contra a influenza, iniciada em 12 de abril. Só o trabalho coordenado de seus profissionais permite que o atendimento seja realizado com segurança e agilidade para todos.

 

 

Chefe de cozinha internado no Hugo ganha café da manhã de aniversário

Chefe de cozinha internado no Hugo ganha café da manhã de aniversário

Paciente internado há 63 dias, em tratamento de um problema na coluna, teve oportunidade de rever a esposa, comer um lanche diferente, visitar parte do jardim do hospital, e ouvir a música preferida

O chefe de cozinha Lúcio de Almeida Alves, de 58 anos, está há 63 dias internado no Hospital Estadual de Urgências de Goiânia Dr. Valdemiro Cruz (Hugo). Ele teve uma surpresa, quando a equipe o disse que seria retirado do quarto, para um exame. É que de repente Lúcio percebeu que a cadeira de rodas já estava na área externa da unidade. E mais: ele acabara de ganhar um café da manhã no jardim do hospital. Tudo, para comemorar o aniversário.

“Foi uma grata surpresa. Eu não imaginava que poderia passar por este momento. Estou muito grato a todos. Só tenho a agradecer a todos que fizeram esse momento na minha vida”, disse o paciente, ainda emocionado. Ele conta que o problema já dura seis meses, entre internações e altas hospitalares tanto na cidade de origem, que é Anápolis, quanto em Goiânia.

Lúcio de Almeida é atendido pela equipe de ortopedia especializada em coluna do Hugo. Ele deu entrada, após ser encaminhado para a Capital, porque apresentou lombalgia (a dor na região lombar da coluna) agravada, que não parava mesmo com as tentativas de tratamentos disponíveis na cidade.

No som, debaixo de um pé de manga do jardim do Hugo, o chefe de cozinha ouviu a música predileta, interpretada por Elis Regina. A letra de Como Nossos Pais, ele cantou ao lado da esposa e companheira, Josely Maria da Mata. “Não quero lhe falar, meu grande amor, das coisas que aprendi nos discos. Quero lhe contar como eu vivi, e tudo o que aconteceu comigo”, cantou emocionado.

A equipe do Hugo ainda cantou a celebração do aniversário. Para a coordenadora multiprofissional da unidade, Andressa Arruda, essa é uma oportunidade que o hospital tem de fortalecer ainda mais o atendimento humanizado que já faz. “Quisemos proporcionar pra ele e a esposa, um momento único, uma comemoração do fim de um ciclo e início de outro. A intenção é motivar, dar esperança e apoiar. Com isso, garantimos que estamos ao lado dele nessa batalha.”

“São medidas assim que cada um, ao seu modo, compartilha o compromisso de uma assistência humanizada. Nós desejamos ao Lúcio e a todos os nossos pacientes, os nossos votos de felicidade e uma plena recuperação”, completa a coordenadora.

 

 

350 colaboradores do HMG fazem treinamento de aulas práticas e teóricas de Parada Respiratória e Parada Cardiorrespiratória

350 colaboradores do HMG fazem treinamento de aulas práticas e teóricas de Parada Respiratória e Parada Cardiorrespiratória

350 colaboradores do Hospital Municipal Guarapiranga, em São Paulo, foram capacitados com o curso de parada respiratória (PR) e parada cardiorrespiratória (PCR). A atividade foi realizada pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) 192 Mogi das Cruzes, que tem o objetivo de qualificar os profissionais para realizarem atendimento em adultos, crianças e lactante. A atividade foi ministrada pelo enfermeiro Fábio Caxico de Abreu Júnior, do Núcleo de Educação e Pesquisa (NEP) do SAMU 192 Mogi das Cruzes, e pela enfermeira Elisabete Andrade, do NEP do HMG. “O Hospital Municipal de Guarapiranga está visando a capacitação continua à assistência, objetivando a excelência dos serviços prestados aos nossos pacientes. Este treinamento, em parceria com SAMU de Mogi das Cruzes, além de interação entre as unidades da INTS, foi de suma importância para nossos colaboradores”, afirmou a gerente de enfermagem do HMG, Patrícia Prado.