Projeto Farmácias Vivas estimula consumo de plantas medicinais

Projeto Farmácias Vivas estimula consumo de plantas medicinais

O projeto “Farmácias Vivas e Segurança Alimentar” surgiu a partir de uma participação do Programa Ambientes Verdes e Saudáveis – PAVS em um seminário online em Agosto de 2020.  Em diversos estados do Brasil, se aplica o uso de plantas medicinais para prevenir doenças e promover saúde na rede SUS. Assim, ao encontro deste objetivo, no município de São Paulo, o INTS desenvolve um projeto apoiado  pela Sicoob Santa no território SACA, com a proposta do cultivo e consumo de plantas diversas, de ordem medicinais e alimentícias não convencionais a fim de fomentar a segurança alimentar com foco nas áreas de vulnerabilidade social através dos usuários cadastrados nas Unidades Básicas de Saúde pertencentes a estas áreas.

O berço do projeto se dá no  CAPS Adulto II – Cidade Ademar envolvendo os pacientes de saúde mental por meio da “hortaterapia” com fins terapêuticos e sua emancipação se consolida nas UBS e territórios de atuação com o protagonismo dos Agentes de Promoção Ambiental – APAs e Agentes Comunitários de Saúde – ACSs.”

“O que importa para você” é tema de ação na região de São Paulo

“O que importa para você” é tema de ação na região de São Paulo

O que importa para você?

Essa pergunta pode parecer simples, mas quando apresentada a uma pessoa em estado de vulnerabilidade, a resposta pode ser surpreendente.

E afinal, o que significa esse movimento?

Ele teve início nos Estados Unidos, quando CEO do instituto norte-americano Healthcare Improvement em 2010, Maureen Bisognano foi uma das pessoas que desafiaram os profissionais de saúde a terem conversas mais próximas com os pacientes e familiares. A campanha aderida internacionalmente é conhecida como “What Matters to You?”.

Visando conhecer o paciente melhor e entender sua dor de forma ampla, o profissional em sua anamnese faz essa pergunta ao paciente, porém a resposta muitas vezes é subjetiva. O INTS SACA participa desse movimento e realiza ações em várias de suas unidades.

Na URSI na Cidade Ademar, em São Paulo, a ação é realizada desde dezembro de 2017, por meio de sua equipe Multiprofissional. A URSI é uma Unidade de Referência Saúde do Idoso, na capital paulista, que busca a reabilitação de idosos fragilizados e procurar reabilitá-lo para que tenha maior qualidade de vida.

Uma dessas ações foi desenvolvida com a Sra. Cleonice, 87 anos, quando passou em avaliação de fisioterapia na unidade, ela havia sofrido uma queda e estava com dor em seu quadril esquerdo. A dor piorava quando ela caminhava um pouco mais, e ao passar da posição sentada para em pé era muito desconfortável. Diante sua piora Dona Cleonice, estava desanimada e desmotivada. Iniciou o tratamento fisioterápico e desde a primeira sessão foi incentivada a realizar os exercícios também em seu domicílio, mas como sentia dor, realizava de acordo com suas possibilidades e sem grande entusiasmo.  Na terceira sessão de atendimento, chegou à sala de Fisioterapia, ainda com quadro de dor e com sua pressão um pouco mais alta que o habitual. A paciente recebeu todos os cuidados necessários para sua reabilitação e contou que seu neto tinha te convidado para fazer trilhas e visitar cachoeiras na Chapada Diamantina e ansiava melhorar para poder realizar as trilhas. Isso era o que o que realmente importava pra ela.

A fisioterapia já vinha promovendo a reabilitação física, mas a partir desse momento passou a ter o objetivo mais importante, a preparação de Dona Cleonice para Trilhas na Chapada! Então todo o protocolo de reabilitação passou a contar com as novas metas, o sobe e desce de uma trilha e a necessidade de resistência, força e um bom equilíbrio. A dupla terapeuta e paciente, seguiu motivada e após algumas sessões e muita dedicação e foco da “Dona Cleo”, as malas estavam prontas! Quatro meses depois de iniciar a fisioterapia, Dona Cleonice partiu para a viagem em família, para realizar aquilo que realmente importava pra ela naquele momento da vida.

No retorno da viagem, em sua sessão de reavaliação para alta, Dona Cleonice contou seu desempenho ao realizar 1h30 de trilha, seu banho de rio, a alegria de seus familiares e relatou: “Há muito tempo eu não era tão feliz!”.

 

 

Agentes de Promoção Ambiental promovem a ação #vamosseparar

Agentes de Promoção Ambiental promovem a ação #vamosseparar

No último dia 23 de junho iniciou a campanha #vamosseparar, que tem como premissa sensibilizar de forma lúdica os colaboradores sobre o correto descarte dos resíduos e o uso consciente dos nossos recursos naturais. Para atingir o objetivo proposto, as Agentes da Alegria e os Agentes de Promoção Ambiental, na região Santo Amaro e Cidade Ademar (SACA), em São Paulo, interagiram entre os setores investigando de modo descontraído as lixeiras e observando se as segregações dos resíduos estão sendo realizadas corretamente.

Reforma em Unidade Básica de Saúde é entregue em São Paulo

Reforma em Unidade Básica de Saúde é entregue em São Paulo

E seguimos trabalhando para atender cada vez melhor a população. Hoje, com as presenças do Prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, e do secretário de Saúde do município, Edson Aparecido, foram entregues as reformas da UBS Chácara Santo Antônio, sob gestão do INTS. Com fluxo de atendimento estimado em 992 consultas médicas mensais, 1.425 de enfermagem e 70 odontológicas, a UBS Chácara Santo Antônio recebeu melhorias como a individualização das salas de saúde bucal, ampliação da sala de observação e construção do almoxarifado, da área administrativa, gerência, copa e vestiários masculino e feminino. Além disso, o telhado e o piso da unidade foram substituídos e foram realizadas adequações da sala de curativo, vacina e esterilização.

Durante as obras de reforma, financiadas pelo BID e iniciada em 3 de agosto de 2020, a UBS permaneceu em funcionamento. Para a reforma foram destinados R$ 2.028.703,95 e mais R$ 31.808,24 para mobiliários. O custeio mensal da UBS é de R$ 298.570,98.

Idoso vence a Covid-19 no Hospital de Itumbiara

Idoso vence a Covid-19 no Hospital de Itumbiara

Adenerson Moreira, de 71 anos, precisou de UTI e ficou internado por 13 dias

A tarde desta sexta-feira,30, foi de festa no Hospital Regional de Itumbiara São Marcos. Mais um paciente venceu a batalha contra a Covid-19 e teve alta hospitalar. Morador de Goiatuba, Adenerson Moreira Andrade, de 71 anos, ficou internado na unidade de saúde por 13 dias.

O idoso deu entrada no hospital no dia 18 de julho com diagnóstico positivo para o novo coronavírus. Durante o período de internação o idoso precisou ser encaminhado para Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Após melhora do quadro de saúde, Anderson foi para enfermaria, onde permaneceu até a alta.

Antes de deixar o hospital, o paciente passou pelo corredor da vida e foi aplaudido pelos colaboradores que cuidaram dele durante o tratamento. Ação simboliza vitória contra a doença.

O Hospital Regional de Itumbiara São Marcos conta com 40 leitos de UTI e 61 leitos de enfermaria, exclusivos para o tratamento de pacientes acometidos pelo novo Coronavírus. A unidade é um dos hospitais de campanha em funcionamento em Goiás.

Segurança do Trabalho é tema de ação no Hospital Municipal de Bertioga

Segurança do Trabalho é tema de ação no Hospital Municipal de Bertioga

Destacar as principais ações cometidas irregularmente pelos colaboradores da Instituição durante a sua jornada laboral. Esse foi o objetivo da campanha realizada pelos técnicos de segurança do trabalho, Alan Carneiro Leal e Aline Cristina de Carvalho, que atuam no Hospital Municipal de Bertioga, em São Paulo. A iniciativa, que foi realizada em comemoração ao Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho, celebrada no dia 27 de julho, contou com um mural onde os colaboradores poderiam registrar fotos. Além disso, foram distribuídas plaquinhas com frases de segurança do trabalho que apontam uma conduta correta do colaborador perante os riscos ocupacionais que estão expostos nos seus setores.

De acordo com a coordenadora de Recursos Humanos, do HMB, Sandra Régis, o propósito da equipe de Saúde e Segurança Ocupacional (SSO) de Bertioga é realizar um trabalho contínuo de orientações e correções relacionadas à segurança do trabalho, “a fim de conscientizar os colaboradores, adotando automatismos corretos e atos seguros, garantindo assim, um ambiente laboral sadio em meio a tantas adversidades encontradas em uma área hospitalar”, explica.

A campanha teve a participação de 200 colaboradores entre administrativos e assistenciais onde houve a disseminação da cultura de Segurança do trabalho, conduzindo os colaboradores a refletir sobre a conduta adotada no ambiente de trabalho. “A ação foi importante, pois nos alerta que pequenos atos inseguros podem comprometer toda a equipe, não só a nós próprios. Estarei mais atenta depois da abordagem da equipe explicando a importância de manter uma conduta de segurança como não utilizar adornos”, afirmou a técnica de enfermagem do HMB, Jaine Araújo.